Quinta-feira
06 de Outubro de 2022 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Dicas Camilo e Monteze

Programa de Aprimoramento de Mediadores realiza palestra sobre regulação emocional

Mediadores do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) participaram, nesta terça-feira (20/9), da palestra "Teoria do Conflito - Regulação Emocional: Escutas e Linguagens", que faz parte do Programa de Aprimoramento de Mediadores - PAM do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec). O encontro, realizado na Biblioteca da Emerj, na Lâmina III, foi ministrado pela doutora em Sociologia e Direito, Rafaela Selem Moreira.  De acordo com a palestrante, os cursos de graduação têm falhado em apresentar aos estudantes oportunidades para estudar a teoria do conflito e formas alternativas de resolução e acesso à Justiça. Rafaela acredita que ferramentas e ensinos complementares aos tradicionais métodos podem expandir o conhecimento dos alunos, aprimorando sua capacidade profissional.  "Nós criamos um padrão de aceitação na sociedade, onde é preciso ver a mesma coisa, mas os relacionamentos devem ser baseados a partir da busca da compreensão, da escuta. Caso todo mundo veja sempre a mesma coisa e concorde sempre com a mesma ideia, iremos ver o fim da diversidade e vocês, com esse dever de conciliadores, são importantes para preservar a diversidade", afirmou.  Durante o encontro foram simulados cenários de confronto para que os mediadores pudessem sugerir abordagens e soluções. Ao avaliar e investigar relacionamentos e situações do cotidiano, os participantes debateram formas de aplicar, na prática do serviço de mediação, ensinamentos que abordam, inclusive, linguagem corporal.  "A coleção de experiências que temos nas nossas vidas influencia em nossas atitudes, sentimentos e pensamentos. É preciso que a pessoa esteja segura de si mesma para compreender o que está passando, entender seu corpo e suas emoções é também um mecanismo de defesa", destacou.  JGP/MB Fotos: Luis Henrique Vicent/TJRJ
21/09/2022 (00:00)
Visitas no site:  150725
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia